CORPO DE CONHECIMENTOS EM GESTÃO DA INFORMAÇÃO: BENEFÍCIOS DE NEGÓCIO

02/11/2009

___________________________________________

(2008, Gestão de Projetos, 4º semestre de graduação)

___________________________________________

Escopo

Estudo e discussão de benefícios de negócio advindos da adoção de Tecnologias de Informação e Comunicação para gestão informacional.

Discussão

A Gestão de Projetos e de Processos conforme as necessidades dos stakeholders capacita a organização a conceber, implantar e usar aplicações inovadoras de Tecnologia da Informação – benefícios de negócio.

Esses benefícios podem ser a Eficiência, a Eficácia, a Evolução, Resultados financeiros ou Informações que auxiliam na tomada de decisão.

Para isso, é preciso —entender necessidades e expectativas dos usuários, —comprometer-se com aquisição e desenvolvimento competentes de produtos,  e —gerenciar entregas dos benefícios de modo pró-ativo.

Isso se dá por uma abordagem em cinco etapas:

| definição, categorização e estruturação de benefícios; —

| planejamento de união desses a projetos de melhoria de processos; —

| alocação de responsabilidades; —

| monitoramento e mensuração; —

| busca por benefícios adicionais.

Paralelamente, a organização deve perguntar-se: —qual(is) tecnologias usar? o —benefício vem da tecnologia ou do processo de uso dela (pessoas)? —como benefícios agregam valor aos propósitos estratégicos da organização?

Como fatores críticos de sucesso da inclusão de benefícios de negócio em gestão da informação com tecnologia, as organizações devem:

| rever constantemente o plano de benefícios de negócio e sua correspondência às necessidades dos stakeholders;

| documentar sucessos e fracassos;

| utilizar adequadamente as tecnologias para extrair o máximo possível de benefícios;

| administrar tanto os quantitativos como os qualitativos;

| tomar decisões sobre gestão da informação e de tecnologias juntamente com todos os interessados dentro da empresa.

 

 

Fontes

—BYTHEWAY, A. The information management body of knowledge – IMBOK. 1 set. 2004. — —

DAVENPORT, T. H. Saving IT´s soul: human-centered information management. Harward Business Rewiew, mar./apr. 2004.

—HAUNSCHILD, P.; CHANDLER, D. Institutional-level learning: learning as a source os institutional change. The SAGE handbook of organizational institutionalism, cap. 26. — —

RAY, G.; MUHANNA, W. A.; BARNEY, J. B. Competing with IT: the role of shared IT-business understanding. Communication of the ACM, dec. 2007, v. 50, n. 12. — —

SCHRAGE, M. The real problem with computers. Harward Business Rewiew, set./oct. 1997.

 

Dados gerais

Orientação: Prof. Dr. José Simão de Paula Pinto

Equipe*: Ana Carolina Greef; Camila Manfrinatto; Florindo Rhaoni Picoli; Francisco Daniel de Oliveira Costa

* os autores têm plena ciência e acordo da publicação deste conteúdo

Mais…

Deixe comentários sobre o texto (link abaixo)

Para obter o texto completo: ac.greef@gmail.com

_____________________________________________________

Anúncios

GERENCIAMENTO DE PROJETO: MODELO DE POLÍTICA DE INFORMAÇÃO PARA O COLÉGIO ESTADUAL FLÁVIO F. DA LUZ

02/11/2009

________________________________________

(2008, Gestão de Projetos, 4º semestre de graduação)

________________________________________

Escopo

Gerenciar o projeto de “Diretrizes informacionais para o Colégio Estadual Flávio F. Da Luz” segundo as nove áreas de conhecimento da Gestão de Projetos (Project Management Insitute): integração, aquisições, riscos, comunicação, recursos humanos, qualidade, custos, tempo, escopo.

Produto: Estrutura de gerenciamento

O projeto foi gerenciado conforme as áreas de conhecimento estabelecidas pelo Project Management Institute, de onde foram extraídas questões chave a serem respondidas durante a execução:

| Qual o conceito da área de conhecimento em questão?

| O que foi planejado como produto do projeto nessa área de conhecimento?

| Quais são entradas, processos e saídas no desenvolvimento desse produto?

| O que foi realizado no desenvolvimento desse produto?

Produtos do gerenciamento

Cada área de conhecimento abordada originou um ou mais produtos de gerenciamento, criados e atualizados durante todo o cronograma:

Escopo: objetivo geral e Estrutura Analítica do Projeto

Tempo: cronograma de desenvolvimento do projeto

Custos: orçamento previsto e realizado para desenvolvimento do projeto

Qualidade: modelo PDCA com periodicidade semanal, estabelecendo em cada ciclo a estrutura 4w2h: What (quem), Why (por que), When (quando), Who (quem), How (como) e How Much (quanto)

Recursos humanos: atribuição de funções, distribuição de tarefas e construção de conteúdos conforme as mesmas

Comunicação: espaço de discussão e diário do grupo em Ambiente Virtual de Aprendizagem

Riscos: listagem de riscos e plano de contingência para cada fator identificado

Aquisições: modelagem de contrato de recursos humanos

Integração: declaração formal do trabalho; mapeamento de fatores ambientais; visão do projeto; mapeamento de stakeholders e suas expectativas; sistematização dos processos do desenvolvimento, expectativas e atividades; mapeamento de objetos de negócio e respectivo ciclo de vida

Reflexão, Considerações

A resposta constante às questões de gerenciamento ofereceu ao grupo parâmetros da evolução do projeto dentro de seu cronograma, apontando o que poderia ainda ser explorado e os pontos fortes do desenvolvimento.

A estrutura desenvolvida serve como boa prática para a realização de outros projetos pelo grupo. O gestor da informação tem a competência de identificar essa estrutura e apresentá-la a organizações de maneira gerenciável.

Organizações e grupos de trabalho teriam projetos agilizados utilizando esse tipo de estrutura, pois integrantes e gerentes teriam meios de controlar o andamento e aplicar planos de contingência caso necessário.

Dados gerais

Orientação: Prof. Dr. José Simão de Paula Pinto

Equipe*: Ana Carolina Greef; Camila Manfrinatto; Florindo Rhaoni Picoli; Francisco Daniel de Oliveira Costa

* os autores têm plena ciência e acordo da publicação deste conteúdo

Mais…

Deixe comentários sobre o texto (link abaixo)

Para obter o texto completo: ac.greef@gmail.com


____________________________________________________________________________